Pesquisar
Close this search box.

MINHA CONTA

Homenagens à Banda de Pífanos de Caruaru marcam a noite de shows no Polo Azulão

25 de junho de 2024

Grupo fez apresentação comemorativa, nesse domingo (23), pelo centenário de atividades e ainda recebeu homenagens da Câmara Municipal e do público. Fotos: Jorge Farias

Os artistas que se apresentaram, nesse domingo (23), véspera de São João, no Polo Azulão, levaram uma mistura de ritmos para o palco. Mas o forró não passou despercebido. Cascabulho e André Rio, por exemplo, incluíram muito arrasta-pé nos seus repertórios. Mas a noite foi marcada mesmo pelas homenagens à Banda de Pífanos de Caruaru.

Primeira atração da noite, Cascabulho apresentou um repertório com muito forró. Convidando o público para celebrar a véspera de São João com grandes sucessos (cantados por eles e por outros intérpretes). E recebeu, inclusive, convidadas, a exemplo da caruaruense Isabela Moraes.

“É sempre uma honra pisar no palco do mestre Azulão, que representa muito para a cultura da música nordestina, da música brasileira e da música caruaruense. Mais uma vez, estamos aqui em uma noite com tanta gente bacana”, destacou Kléber Magrão, vocalista da Cascabulho.

André Rio, segunda atração da noite, levou muito frevo para o palco. E, em alguns momentos, fez o público se sentir em um dos blocos que costuma puxar durante o Carnaval do Recife. Mas, como legítimo pernambucano, também tocou forró.

Já a Banda de Pífanos de Caruaru fez uma apresentação para ficar marcada na história. O grupo conduzido pela família Biano comemorou, no palco do Polo Azulão, cem anos de atividades. E, claro, durante a apresentação teve muita emoção.

Isso porque, se não bastasse a data histórica, reflexo de muita dedicação e amor à arte, João Biano, neto de um dos fundadores da banda, recebeu, da Câmara Municipal de Caruaru, a Medalha de Honra ao Mérito Sebastião Clarindo Biano.

O show foi encerrado em sincronia com o público, pois, ao tocar músicas de Lia de Itamaracá, por exemplo, acabaram mobilizando a plateia para formar várias cirandas. Que, aos poucos, se uniram, formando uma só. Uma verdadeira homenagem aos músicos, que encerraram a apresentação envolvidos pela atitude dos presentes e sob aplausos.

ESTÁ GOSTANDO DO CONTEÚDO? COMPARTILHE

Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ULTIMAS NOTÍCIAS

17 de julho de 2024

O ator pernambucano Aramis Trindade, conhecido pelo seu trabalho em cinema, teatro e televisão, apresenta em Caruaru e Brejo da Madre de Deus, o espetáculo ...

16 de julho de 2024

Um público de 320 mil pessoas circulou pelo Pernambuco Centro de Convenções, em Olinda, durante a 24ª edição da Fenearte – Feira Nacional de Negócios ...

16 de julho de 2024

A avaliação mais recente do Índice de Transparência e Governança Pública (ITGP), publicado na noite4 de segunda-feira (15/07) pela Transparência Internacional/Brasil, revela que a transparência ...

16 de julho de 2024

Empenhado na construção coletiva de um programa de governo inovador, o pré-candidato à prefeitura de Caruaru Zé Queiroz (PDT) visitou na manhã desta segunda-feira (15) ...