Pesquisar
Close this search box.

MINHA CONTA

Governadora Raquel Lyra lança programa Cientista Arretado para atrair comunidade acadêmica ao serviço público

11 de maio de 2024

Serão R$ 10,5 milhões investidos para fortalecer e ampliar a inovação no setor público . Fotos: Miva Filho/Secom.

Com o objetivo de fortalecer e ampliar a inovação no setor público, o Governo do Estado lançou, nesta sexta-feira (10), o programa Cientista Arretado. A iniciativa prevê a cooperação entre o poder público e pesquisadores a fim de produzirem soluções inovadoras para os desafios governamentais de áreas estratégicas da gestão. Durante a cerimônia, que ocorreu no Porto Digital, no bairro do Recife Antigo, a governadora Raquel Lyra assinou, acompanhada da vice-governadora, Priscila Krause, um memorando de entendimento com universidades e institutos de ensino e pesquisa e o decreto que institui o programa.

Os editais lançados pela iniciativa irão receber o aporte de R$ 10,5 milhões, orçamento garantido, como destacou a governadora Raquel Lyra. “A capacidade da pesquisa e inovação irá contribuir com a criação de políticas públicas mais assertivas para a população pernambucana. Nosso objetivo é o enfrentamento às desigualdades e teremos pesquisadores aliados para solucionar questões estratégicas para o Estado. A parceria com os centros acadêmicos está firmada e o investimento na ciência está garantido”, ressaltou a gestora.

A iniciativa, promovida pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti/PE), através da Usina Pernambucana de Inovação, com fomento da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe), promoverá a parceria entre a academia e o Governo, por meio de um pesquisador sênior e sua equipe, para a solução de um grande desafio de uma secretaria de estado indicada pela Secretaria de Planejamento (Seplag).

De acordo com a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Mauricélia Montenegro, o programa irá aprimorar as políticas públicas e a tomada de decisões estratégicas no Estado. “O objetivo é aproximar o conhecimento científico e tecnológico da construção de políticas públicas estaduais, facilitando a tomada de decisões estratégicas para promover melhorias nos serviços oferecidos para a sociedade. É um edital que representa um marco significativo na modernização da gestão estadual”, pontuou.

O professor da Universidade Federal do Ceará, Tarcísio Pequeno, idealizador do Programa Cientista Chefe, no Estado do Ceará, que serviu de inspiração para o Cientista Arretado, destacou a importância do incentivo à ciência. “É um prazer inavaliável ver um projeto criado por mim ser replicado, sobretudo no ambiente científico do Estado de Pernambuco, que é rico e respeitado. O Governo de Pernambuco dá um exemplo essencial em ampliar o orçamento do estudo e da pesquisa”, afirmou.

A expectativa é que o edital constitua pelo menos dez equipes multidisciplinares acadêmicas com um pesquisador sênior e até seis pesquisadores associados e juniores, além de servidores públicos. Além disso, serão beneficiadas diretamente dez secretarias e indiretamente as demais. As soluções submetidas ao edital podem resultar em posterior contratação de fornecimento, por meio de convênio de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PDI) com a Instituição de Ciência e Tecnologia (ICT), vinculada ao Cientista Arretado.

Estiveram presentes os secretários estaduais Simone Nunes (Desenvolvimento Urbano e Habitação), Mariana Melo (Mulher), Cícero Morais (Desenvolvimento Agrário, Agricultura, Pecuário e Pesca), Amanda Aires (Desenvolvimento Profissional e Empreendedorismo), Ismênio Bezerra (Criança e Juventude), Ivaneide Dantas (Educação e Esportes), Carlos Braga (Assistência Social, Combate à Fome e Política sobre Drogas); Fabrício Marques (Planejamento, Gestão e Desenvolvimento Regional) e Fernando Holanda (Assessoria Especial e Relações Internacionais); André Teixeira, diretor-presidente da Adepe e Pierre Lucena, Presidente do Porto Digital; Além dos representantes da comunidade acadêmica como Maria Fernanda Pimentel Avelar, diretora presidente da Facepe; Maria do Socorro Cavalcante, reitora da Universidade de Pernambuco; Jean Carlos de Alencar, reitor substituto do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão do Estado; Pedro Rubens Ferreira Oliveira, reitor da Universidade Católica de Pernambuco; Telio Nobre Leite, reitor da Universidade Federal do Vale do São Francisco; Maria das Graças Soares da Costa, do Centro Universitário Frassinetti do Recife-Unifafire; e Paulo Muniz Lopes, reitor da Asces-Unita.

ESTÁ GOSTANDO DO CONTEÚDO? COMPARTILHE

Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ULTIMAS NOTÍCIAS

21 de junho de 2024

Nas vésperas de se desincompatibilizar de suas funções da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste, Sudene, para estar apto para disputar as eleições de outubro, o ...

21 de junho de 2024

A programação do Pátio de Eventos no Maior e Melhor São João do Mundo terá algumas mudanças neste fim de semana para trazer ainda mais ...

21 de junho de 2024

Arte feita em casa, Pernambuco. Profusão em cadeia. Câmara de efusivas discussões de história, tradição e contemporaneidade. Isso Foi um Estrondo? é o resultado do ...

21 de junho de 2024

A partir deste sábado, 22 de junho, acontece em Caruaru a “FESTA DA RUA 3 DE MAIO – 22 anos de Tradição!”, conhecida como uma ...