Pesquisar
Close this search box.

MINHA CONTA

Ator Aramis Trindade aporta em Caruaru para apresentação única da peça Romeu e Julieta, cordel de Ariano Suassuna

14 de março de 2024

 

O ator Aramis Trindade estará em Caruaru na próxima quarta-feira (20). Ele será recebido pelo Colégio Diocesano de Caruaru para uma apresentação única da peça Romeu e Julieta, um cordel escrito por Ariano Suassuna, e que será destinada aos alunos do Ensino Médio, no turno da manhã. Essa será a primeira ação das comemorações dos 30 anos do Grupo de Teatro Ená Iomerê, do Colégio Diocesano, pioneiro no movimento teatral estudantil em Pernambuco.

Romeu e Julieta é um espetáculo em forma de cordel contando a história de amor escrita por de William Shakespeare na visão de Ariano Suassuna, misturando o erudito com o popular. A peça está em cartaz desde 2012 e já passou por mais de 130 lugares com um público estimado de quase 20 mil pessoas. “É uma alegria imensa receber esse espetáculo de Aramis Trindade dentro das comemorações do nosso grupo de teatro, que, ao longo de três décadas, realiza um trabalho ímpar com o ensino do teatro no processo de desenvolvimento educacional e social dos alunos”, explica a atriz Maria Alves, diretora do Grupo de Teatro Ená Iomerê, do Diocesano.

 

O monólogo tem 98 sextilhas acompanhadas por música armorial composta por Zé da Flauta, contando toda a trajetória de Romeu e Julieta, valorizando de forma única a cultura popular e a Literatura de Cordel. O espetáculo ocorre em ambientação armorial, com direção, atuação e texto de Aramis Trindade; cenografia e identidade visual de Manuel Dantas Suassuna; direção musical de Zé da Flauta; figurino de Luciana Buarque; iluminação de Beto Trindade e Bruno Caverninha; direção de produção de Alessandra Alves; e produção da Marina de Ideias Produções.

Aramis é um dos atores consagrados da história do teatro pernambucano, dono de uma carreira com 40 peças, 72 filmes, 40 séries de TV e 13 novelas na Rede Globo. Ele deu vida a importantes personagens da dramaturgia brasileira como Visconde de Sabugosa no “Sítio do Picapau Amarelo”, cabo Setenta em “O Auto da Compadecida”, Fuinha de “Reflexões de um liquidificador” e o Tenente Lindalvo de “Baile Perfumado”, com o qual recebeu o Prêmio Candango – prêmio de melhor ator coadjuvante no Festival de Brasília.

ESTÁ GOSTANDO DO CONTEÚDO? COMPARTILHE

Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ULTIMAS NOTÍCIAS

18 de julho de 2024

Depois de passar por Taquaritinga do Norte no último final de semana, chegou a hora do Festival Pernambuco Meu País (@festivalpernambucomeupais) aportar em Serra Negra, ...

Ele já atuou profissionalmente em meios de comunicações, tanto no Rádio como na Televisão, também teve o desafio de gerenciar a PJPS – Penitenciária Juiz ...

18 de julho de 2024

Estão abertas, até 26 de julho, as inscrições para participar do projeto Germinar, que é um curso gratuito de produção cultural para mulheres, cujo objetivo ...

18 de julho de 2024

A governadora Raquel Lyra participou, nesta quarta-feira (17), no Recife, do seminário “Construindo Caminhos para o Desenvolvimento”, com foco na infraestrutura econômica do Estado. No ...